• 30 JUNHO - 02 JULHO 2022 | ESTÁDIO NACIONAL

NOTÍCIAS



ARTISTAS

Gojira

30 Junho

GOJIRA

Bring Me The Horizon

01 Julho

BRING ME THE HORIZON

Sabaton

02 Julho

SABATON

Megadeth

30 Junho

MEGADETH

Mastodon

01 Julho

MASTODON

Rise Against

02 Julho

RISE AGAINST

Kreator

30 Junho

KREATOR

Phil Campbell And The Bastard Sons

01 Julho

PHIL CAMPBELL AND THE BASTARD SONS

Epica

02 Julho

EPICA

Kvelertak

30 Junho

KVELERTAK

Crossfaith

01 Julho

CROSSFAITH

Me and That Man

02 Julho

ME AND THAT MAN

Bizarra Locomotiva

30 Junho

BIZARRA LOCOMOTIVA

Gaerea

01 Julho

GAEREA

The Raven Age

02 Julho

THE RAVEN AGE

Alien Weaponry

01 Julho

ALIEN WEAPONRY

Deadly Apples

02 Julho

DEADLY APPLES
  • GOJIRA



  • Mais de duas décadas e seis álbuns depois de terem dado os primeiros passos, não há como negá-lo – os GOJIRA transformaram-se num dos
    nomes mais emblemáticos e reverenciados de que há memória recente no espectro da música extrema. Apoiado numa forte mensagem ecológica e
    ambiental, não só extremamente relevante como singular no género em que se insere, o quarteto oriundo de Ondres já provou ser capaz de escrever
    música com potencial para agradar a uma ampla faixa de fãs. É por isso que, misturando as raízes underground com um apelo mainstream que já os levou
    a todos os grandes eventos do género, se afirmam como uma das bandas mais universalmente aplaudidas por uma legião transversal de seguidores.

PROX

PREV
  • BRING ME THE HORIZON



  • Criados em 2004, os BRING ME THE HORIZON começaram por lançar o EP de estreia em regime D.I.Y. e, pouco tempo depois, já tinham
    assinado contrato para a edição do álbum de estreia, «Count Your Blessings». Desde então, o quinteto inglês iniciou um processo de
    progressão constante, amadurecendo uma sensibilidade musical que se começou a tornar cada vez mais evidente no final da sua primeira
    explorando uma sonoridade que se afirma cada vez mais como a banda-sonora perfeita para toda uma nova geração apostada em quebrar
    as grilhetas que ainda prendem a música pesada.

PROX

PREV
  • SABATON



  • Os suecos SABATON surgiram em cena mesmo na viragem para o novo milénio. No espaço de uma década, transformaram-se num dos maiores
    sucessos que o movimento tem hoje para apresentar. Apoiados em álbuns aplaudidos como «The Art of War» e «Carolus Rex», ofuscaram
    rapidamente toda a competição. Hoje são já uma das maiores bandas dentro do género em que se movem, esgotando salas cada vez maiores
    em nome próprio e atuando em muitos dos eventos de referência na esfera do metal, reiterando a ideia de que o plano de conquista mundial
    tem dado os frutos – e que o crescimento de que têm vindo a gozar não mostra sinais de abrandamento.

PROX

PREV
  • MEGADETH



  • Formados em 1983 pelo guitarrista e vocalista Dave Mustaine, os MEGADETH são uma das bandas de thrash mais aclamadas e bem-sucedidas dos
    80s e muito além. Com uma enorme dose de engenho, Mustaine expandiu o som do heavy metal, acelerou os tempos, colocou ênfase na
    habilidade técnica e rápida das guitarras e cuspiu letras niilistas com um rancor palpável. Esse novo som revelou-se implacável e, durante os
    anos 80 e 90, deu origem a vários clássicos do thrash. O «Peace Sells... But Who's Buying?», o «Rust In Peace» e o «Countdown To Extinction» são
    marcos de todo um estilo. Com o título «The Sick, The Dying And The Dead», o grupo prepara-se para lançar o muito esperado sucessor de «Dystopia».

PROX

PREV
  • MASTODON



  • Somando já quase duas décadas de carreira, sete álbuns de estúdio, dois registos ao vivo, uma coletânea e mais de uma dúzia de EPs, a banda oriunda
    de Atlanta tem mostrado saber exatamente como progredir sem nunca estagnar. Das descargas de «Remission» e «Leviathan» à atitude mais direta
    e orelhuda de registos mais recentes como «Emperor of Sand» e «Once More 'Round The Sun», passando pelos exigentes exercícios conceptuais que são o
    «Blood Mountain», o «Crack The Skye» e o «The Hunter», os músicos têm provado de forma consistente que, para cada lugar de destaque na tabela de
    vendas Billboard ou para cada nomeação para os Grammys, há também uma coleção de grandes temas e sucessivas demonstrações de um talento sem igual.

PROX

PREV
  • RISE AGAINST



  • Os RISE AGAINST emergiram da cena hardcore de Chicago no início dos 2000 e, entregando-se a uma mistura vitriólica de punk old school e ganchos
    pós-grunge, são um dos mais aplaudidos nomes saídos da cena mais politizada e afeta ao rock de protesto. Em 2003, já tinham atraído a atenção da
    gigantesca Geffen e, mesmo que os discos desde então tenham mostrado a contracultura a ser certificada com ouro (atingindo o pico comercial com
    o quinto álbum, «Appeal to Reason», que chegou ao terceiro lugar da Billboard), os músicos conseguiram manter sempre o seu espírito antagónico e
    estética D.I.Y. intocados. Em 2021, lançaram o nono registo de longa-duração, intitulado «Nowhere Generation».

PROX

PREV
  • KREATOR



  • Por esta altura, os KREATOR são muitíssimo bem conhecidos do público nacional, tendo construído uma relação sólida e bastante próxima dos
    portugueses desde que se estrearam por cá, nos idos de 1993. Da segunda parte dos anos 80 para a frente, afirmaram-se como uma força
    a ter em conta no panorama metaleiro e, à custa de álbuns incontornáveis como «Endless Pain», «Pleasure to Kill», «Terrible Certainty»,
    «Extreme Agression» e «Coma of Souls», garantiram para sempre um lugar no panteão da tendência. Já na terceira década de atividade e com
    catorze álbuns no fundo de catálogo, continuam a arrastar multidões sedentas de thrash por todo o mundo.

PROX

PREV
  • PHIL CAMPBELL AND THE BASTARD SONS



  • Horas depois de Ian 'Lemmy' Kilmister ter falecido, foi anunciado que a morte do icónico frontman significava o fim dos Motörhead. No entanto,
    não demorou até que outro projeto se colocasse no caminho de Phil Campbell. Na companhia dos filhos Todd, Dane e Tyla, o músico fez um
    primeiro EP sob a designação PHIL CAMPBELL AND THE BASTARD SONS em 2016, seguido de várias tours e, no ano seguinte, do álbum «The Age Of
    Absurdity». Em 2022, vão regressar à estrada com Joel Peters na voz para, com um alinhamento feito apenas de clássicos dos Motörhead,
    homenagearem uma das bandas mais incontornáveis de todos os tempos.

PROX

PREV
  • EPICA



  • Protagonistas de uma carreira sempre em crescendo, numa espécie de remoinho de canções, álbuns, concertos, tours, entrevistas, capas de
    revista e viagens à volta do mundo para atuarem perante plateias rendidas ao encanto da sua música, os holandeses EPICA são um verdadeiro
    caso de sucesso à escala global. E, feitas as contas, quase vinte anos depois de terem começado a tocar juntos, a verdade é que a sua
    popularidade não dá mostras de qualquer quebra. «Omega», o oitavo LP de estúdio da banda encabeçada pela encantadora Simone Simons, foi
    editado em 2021 pela Nuclear Blast e viu os músicos a serem aplaudidos uma vez mais em uníssono pela imprensa e pela sua enorme base de fãs.

PROX

PREV
  • KVELERTAK



  • Surgindo em 2010 com uma aclamada estreia homónima, os seis músicos não demoram muito tempo a dominarem as preferências na sua
    terra natal – contam já com vários Spellemannprises (o Grammy norueguês) na coleção e, nos últimos anos, têm tratado de espalhar os seus
    tentáculos à Europa e aos Estados Unidos. Na raiz, são uma versátil proposta de heavy metal, com veia para a escrita de refrões e melodias
    que ficam no ouvido e inspirada em fontes tão diversas como as do punk, da NWOBHM, do hardcore, do rock clássico e no black metal escandinavo tradicional.

PROX

PREV
  • CROSSFAITH



  • CROSSFAITH estão a tornar-se notados a um ritmo tão avassalador como a sua música. Depois de terem feito dois álbuns disponibilizados só no
    mercado caseiro, a banda decidiu então lançar-se ao resto do mundo em 2012 e, a partir do momento em que foi nomeada para Melhor Revelação
    Internacional nos Kerrang! Awards de 2014, tem vindo a ganhar terreno, num processo de crescimento sustentado coroado por um lugar de
    destaque no palco principal do Download britânico em Junho 2014. Seis anos e três álbuns depois, são já descritos 'como os Slipknot a rasgar
    os Prodigy', com a sua peculiar fusão de metalcore injetada de EDM a explodir em atuações intensas e brutais.

PROX

PREV
  • ME AND THAT MAN



  • Criado em 2013 por Adam 'Nergal' Darski, mais conhecido como o frontman dos Behemoth, o projeto ME AND THAT MAN afirmou-se rapidamente
    como o veículo perfeito para o músico polaco expressar os pensamentos e sentimentos que não conseguia encaixar no universo da música extrema
    em que se move habitualmente. Adotando um tom distinto de tudo o que tinha feito até então e apostando num som enraizado no rock'n'roll
    de contornos obscuros, resultou no álbum de estreia «Songs Of Love And Death», editado em 2017. Três anos depois, o grupo regressou
    com um segundo disco, «New Man, New Songs, Same Shit, Vol. 1». Um segundo volume de «New Man, New Songs, Same Shit» foi lançado em 2021.

PROX

PREV
  • BIZARRA LOCOMOTIVA



  • Depois de mais de duas décadas de percurso e sete álbuns, a BIZARRA LOCOMOTIVA tem prosseguido de forma segura com um percurso ímpar no
    espectro da música pesada nacional. Imune a mudanças de tendências e a qualquer outra coisa que não seja a sua própria vontade de criar
    música sufocante, a banda liderada por Rui Sidónio e Miguel Fonseca continua carregada de energia exacerbada – como, de resto, mostrou
    «Mortuário», o álbum mais recente do letal engenho que resiste desde 1993. Dúvidas restassem, a novidade «Fenótipvs» prova-o, com a banda
    a assinar um explosivo EP composto por dois temas originais e duas curiosas versões, dos Heróis do Mar e dos Rádio Macau.

PROX

PREV
  • GAEREA



  • Auto-rotulados como “cathartic black metal”, os enigmáticos GAEREA conseguiram trazer uma lufada de ar fresco ao género e, com o álbum de
    estreia, «Unsettling Whispers», de 2018, recolheram elogios de forma quase unânime por parte do público e da imprensa. Dois anos depois,
    com a edição de «Limbo», o primeiro fruto da sua associação à Season Of Mist, aperfeiçoaram ainda mais a sua fusão avassaladora de raiva,
    angústia e desespero, assinando aquele que é, até ao momento, o seu registo mais impactante e bem-sucedido a nível comercial.

PROX

PREV
  • THE RAVEN AGE



  • Os THE RAVEN AGE começaram a tomar forma em Londres quando, corria o ano de 2009, George Harris (filho de Steve Harris, o icónico baixista
    dos Iron Maiden) e Dan Wright começaram a escrever música juntos. Tendo construído uma sólida reputação através dos seus espetáculos ao vivo e
    do lançamento de um único EP, assinaram contrato com a BMG para a edição do seu primeiro longa-duração «Darkness Will Rise», editado em Dezembro
    de 2016. Apostando numa atualização da estética New Wave Of British Heavy Metal do final dos anos 70 com uma atitude progressiva, o grupo lançou
    mais dois álbuns – «Conspiracy» e «Exile», de 2019 e 2021, respetivamente – e já andou em tour com nomes tão aplaudidos como Mastodon, Gojira e Ghost.

PROX

PREV
  • ALIEN WEAPONRY



  • Há cerca de oito anos, emergiu algo inteiramente novo na remota cidade de Waipu, na Nova Zelândia. Três miúdos, ainda na escola primária,
    criaram um projeto chamado ALIEN WEAPONRY. Como se a ideia de uma banda de metal juvenil não fosse já atraente o suficiente para os criativos
    de marketing das editoras, o grupo idealizado pelos irmãos Lewis e Henry de Jong foi pioneiro na criação de um estilo que mistura o som
    pesado do metal moderno com a tradicional cultura Māori. Orgulhosos descendentes das tribos Ngati Pikiāo e Ngati Raukawa, Lewis e Henry fazem
    basicamente o que Max e Igor Cavalera fizeram com as raízes brasileiras, mas adaptando o paradigma à cultura Māori, conhecida pela dança Haka.

PROX

PREV
  • DEADLY APPLES



  • Os DEADLY APPLES são uma intensa e (atípica) banda de rock oriunda de Montreal, no Canadá. Famosos pelas suas atuações caóticas e de alta
    voltagem – fizeram uma digressão em nome próprio nos Estados Unidos, uma tour de arenas com Rob Zombie, outra no Japão com os Korn e outra na
    América do Sul com os Deftones, bem como participações em festivais de grande projeção como o Knotfest e a Vans Warped Tour. «Petty», o álbum
    de estreia, continua a afirmar-se como um enorme sucesso em todos os serviços de streaming. Contando com a participação especial de Munky,
    dos Korn, «Petty» soa como uma viciosa fusão de rock experimental e sons eletrónicos, que tanto traz à memória os Ministry como os Deftones.

PROX

PREV

BILHETES

PERGUNTAS FREQUENTES

Como Chegar?

Como Chegar?

Onde ficar?

Onde ficar?

Quais as restrições à entrada do recinto?

Quais as restrições à entrada do recinto?

Com o meu bilhete posso entrar e sair do recinto?

Com o meu bilhete posso entrar e sair do recinto?

Qual é a idade minima para a entrada no recinto?

Qual é a idade minima para a entrada no recinto?

Descobre Lisboa

Descobre Lisboa

Faz-nos uma pergunta

CONTACTA-NOS

Local

Estádio Nacional
Lisboa

Liga-nos

914-182-927

ONDE

Aeroporto 18 km Portela
Comboio 1,5 km Linha Cascais
Metro 10 km Linha Verde

LR